Cartas - 2020

O despertar do humano em Angola

Cartas

Como a COVID19 nos tem ajudado a voltar ao essencial, a pôr perguntas, a ver o bem e nos remete para algo maior, que nos transcende...

O meu livro de cabeceira

Cartas

O despertar do humano visto como um "projetor de luz que inunda os nossos corações quando precisamos da certeza do caminho"

Um “covid” a despertar…

Cartas

Nestes dias de confinamento tive oportunidade de ler atentamente o livro de Julian Carron “O despertar humano”...

O Vírus e os Pastorinhos

Cartas

O vírus e os pastorinhos, o betão e as pedras vivas, a internet e a comunhão, a igreja vazia e o coração cheio.

Educar em tempo de pandemia

Cartas

O que está a aprender quem ensina? Pedimos a alguns amigos que nos contassem a sua experiência para a revista Passos de maio. Não podendo constar na sua totalidade na Revista, quisemos disponibilizá-las para partilhar toda a riqueza do testemunho

O texto e o copo de água

Cartas

Dei por mim e percebi que aquele preconceito e desconfiança inicial tinham, entretanto, desaparecido e que naquele momento sentia uma verdadeira simpatia...

A 3Km/h

Cartas

Uma universitária conta como a quarentena a ajuda a andar ao ritmo de Deus...

Reconhecer a circunstância como vocação

Cartas

Ao ouvir uma história com a minha filha pela primeira vez consegui desligar deste frenesim de mails e WhatsApps em que andava e perguntar-me quem sou eu no meio disto...

A Inteligência da Realidade

Cartas

Pensar no que é que Jesus quer de mim neste momento ajuda a decidir sobre tudo o que há para fazer.

O sol de Marisa

Cartas

Damos por nós mais disponíveis a fazer tudo o que é necessário... todos ajudam todos...

Um facto que investe tudo

Cartas

Numa circunstância que favorece em mim e nos meus filhos a alegria de vivermos com um sentido maior, de vivermos mais para a comunhão...

«Dizer sim a tudo o que me é pedido»

Cartas

Um cirurgião em Milão. A sua especialidade não é virologia. Por isso, nesta situação de emergência, sente-se "à margem". E pergunta-se: "Qual é a minha contribuição?" ...

O "streaming" não pode esconder a escuridão dentro de ti

Cartas

O telefonema de um amigo de quarentena. A recordação de umas férias nos lugares de São Bento e a pergunta do salmo: «Há um homem que quer a vida e deseja dias felizes?». Que nem sequer as tentativas de permanecer em contacto podem censurar.