O vídeo da apresentação em português

Para rever o encontro público sobre o livro "O despertar do humano - reflexões de um tempo vertiginoso", com João César das Neves, Rui Ramos e Julián Carrón

Passos online - junho 2020

O despertar do humano - o que é preciso para realmente começar de novo?
A ordenação de Pe. Riccardo Aletti em Colónia (foto: @andreasstempel)

Ordenações da Fraternidade São Carlos. A mensagem de Carrón

Nestes dias, em Roma, Turim, Colónia e Washington vêm ocorrendo as ordenações sacerdotais e diaconais da Fraternidade São Carlos. A mensagem do Presidente da Fraternidade
Cartas

O despertar do humano em Angola

Como a COVID19 nos tem ajudado a voltar ao essencial, a pôr perguntas, a ver o bem e nos remete para algo maior, que nos transcende...

Caro Padre Carrón, espero que a presente carta o encontre bem de saúde. Nós, por cá, estamos bem e a tentar adaptar-nos ao “novo normal”. Uma nova realidade, que veio mudar radicalmente a nossa forma de estar face ao isolamento social e agora, mais rec...

Escola de comunidade com Carrón

Em videoconferência de Milão, sobre a Introdução do texto "O que nos arranca do nada?" (17 de junho de 2020)
Cartas

O meu livro de cabeceira

O despertar do humano visto como um "projetor de luz que inunda os nossos corações quando precisamos da certeza do caminho"

O livrinho do Pe. Carrón foi talvez o registo escrito mais certeiro e oportuno deste período pandémico que invadiu literalmente a nossa sociedade global, porque fala das nossas vulnerabilidades de forma clara e entendível, ou melhor, que a pandemia tornou...

Atualidade

Deus responde "na" história e não apenas "à" história

A reação do Patriarca de Lisboa, Dom Manuel Clemente, ao livro de Julián Carrón, O despertar do humano - reflexões de um tempo vertiginoso.

Compartilho a ideia central, que também foi a de don Giussani: a realidade é a matéria da fé, que não existe fora dela. A religião do Verbo encarnado é exclusiva e absolutamente assim. Como o Padre Carrón, adianta, é deste modo que Deus responde "na" hist...

Atualidade

O paradoxo do junco pensante

Um paradoxo como o do junco tem de ser resolvido a partir das vísceras do junco... uma leitura sobre o livro "O despertar do humano", por João César das Neves

O livro «O Despertar do Humano» de Julián Carrón está dominado por duas palavras: realidade e presença. A entrevista parte do terrível tumulto que este vírus microscópico criou na nossa vida. De repente, muito do que tínhamos como seguro desfez-se diante ...

Atualidade

Olhar quem se deixa transformar pelo banho de realidade

Será possível uma mudança nas nossas consciências na sequência da pandemia? Ou será apenas a continuação da normalidade por outros meios - Uma reflexão sobre "O despertar do humano" de Julián Carrón, por Hugo Dantas

(1) No seu texto, o Pe. Carrón nota que «neste isolamento surge diante dos nossos olhos (…) a nossa condição existencial» (pág. 10). Não há dúvida que este golpe vindo de um ângulo inesperado é apto a recordar-nos de que a humanidade não é senhora da Na...

Atualidade

«Como preenchê-lo, este abismo da vida?»

O 2º capítulo do livro de Julián Carrón O brilho dos olhos - O que é que nos arranca do nada?

A pergunta que colocámos no centro da nossa atenção é fundamental: «O que é que nos arranca do nada?». Como é que podemos, no inevitável drama da vida, não sucumbir à nossa vulnerabilidade e à nossa impotência? O que é que pode responder ao vazio de senti...