Atualidade

UMA PRESENÇA PARA A NECESSIDADE DO MUNDO

Em direção às eleições europeias de maio, o manifesto de Comunhão e Libertação sobre a Europa: "A partir de onde retomar? Que sentido tem empenhar-se pelo bem comum?"

As eleições europeias obrigam-nos a alargar o olhar, a olhar para além do horizonte das nações individuais, por mais que as dificuldades internas de cada país da UE sejam pesadas e toquem mais diretamente a vida de cada um de nós. No passado existiam c...

Calcutá, 1979. Madre Teresa com um dos seus pobres
Atualidade

Caridade. O início de um mundo novo

Na crise de hoje, os gestos de caridade constituem um juízo cultural e político. E colocam-nos diante de uma questão decisiva: propor um ideal concreto, que responda às necessidades e agarre o coração.

Há alguns anos que se ouve repetir, cada vez mais, e mais aborrecidamente, o mesmo refrão: existe uma crise política, em Itália e não só. Também as últimas eleições, que deveriam ter punido uma mudança de rota esperada e proclamada (pelo menos tendo em co...

Na sessão de homenagem. Foto: Ricardo Fortunato/RR
Atualidade

As 100 viagens (que são 500) da jornalista cuja bochecha é uma relíquia de João Paulo II

Publicamos um excerto do artigo da Rádio Renascença sobre a homenagem feita a Aura Miguel pela centena de viagens papais.

Quatro bispos, três diretores de informação e uma mão cheia de outras personalidades, incluindo políticos, fizeram questão de marcar presença na homenagem prestada esta segunda-feira à jornalista Aura Miguel, no auditório da Renascença. O motivo foi o ...

Cristo no limbo ressuscita os eleitos (séc. XV). Capela de Saint Sebastien, Lanslevillard. França
Atualidade

Exercícios da fraternidade 2019. A introdução de sexta-feira

Os apontamentos da intodução aos exercícios espirituais intitulados: “O que é que resiste ao impacto do tempo?” (Rimini, 12 de abril)

Talvez nunca como desta vez tenhamos chegado aqui com a consciência de que não somos capazes de fazer durar em nós as coisas boas que nos acontecem na vida. E talvez nunca como hoje tenhamos estado tão conscientes do quanto somos necessitados de alguém qu...

Lisboa, durante a crise de 2010
Cartas

Rumo às eleições europeias: o que torna menos frágil uma empresa

A partir do documento sobre as eleições de maio, publicamos um testemunho de como a fé pode fazer viver e superar até as dificuldades da crise económica, também para quem constrói a empresa.

No mundo empresarial, hoje, parece que tudo é mais importante do que quem realmente constrói as empresas, que são as pessoas. Sou gestor de uma empresa e com o movimento aprendi que construir uma empresa sem olhar para as pessoas é uma construção frágil. ...

Atualidade

Irredutível

Uma viagem entre quem não fugiu, não obstante a crise humanitária. No País onde um salário vale uma caixa de ovos, há gente que trabalha (também gratuitamente). Para o bem de todos, Francisco, Bernardo, Argenis, Andrea… A grandeza de um povo.

Nos últimos anos consolidaram-se tantas relações de amizade entre obras italianas e latino-americanas. A Mónica e os seus amigos encontraram-se frequentemente a dar com obras sociais em tantos Países da América Latina, no âmbito de programas que chamaram ...

Julián Carrón
Atualidade

Carrón: «Na escuridão, se houver alguma luz, vêmo-la melhor»

No BergamoIncontra, o presidente da Fraternidade de Comunhão e Libertação conclui o ciclo sobre o O sentido religioso de don Giussani. A entrevista concedida ao Eco di Bergamo

No último encontro do ciclo de apresentações sobre o livro O sentido religioso, de don Luigi Giussani, organizado pela BergamoIncontra, esta noite, às 21 horas, no Centro de Congressos João XXIII, haverá uma intervenção do padre Julián Carrón, presidente ...

o incêndio da catedral de Paris
Cartas

NOTRE DAME. «A minha vigília diante do fogo»

Andrej é um jovem bielorusso de Minsk, que está a estudar em Paris. Apareceu no vídeo viral que mostrava a oração diante do incêndio da Catedral. À noite, de regresso a casa, escreveu este relato na sua página do Facebook.

Aconteceu assim. Estou em casa, ao telefone com os meus Pais, na Bielorrússia. Estava a começar a falar de um coisa importante e, de repente, oiço vir da janela o som das sirenes. Fecho a janela e penso: «Espero que não seja nada de grave». O telefonema a...