O que é que nos arranca do nada? Introdução

A introdução do texto que Julián Carrón está a preparar sobre o tema "O que é que nos arranca do nada?"

A escola de comunidade com Carrón

A transcrição da Escola de Comunidade com Julián Carrón realizada por videoconferência, de Milão, em 6 de maio de 2020, sobre os pontos 5 e 6 do segundo capítulo de Gerar rasto na história do mundo
o Mosteiro beneditino de S. Pedro e S. Paulo em Gudo Gambaredo, Milão
Atualidade

Um contínuo «eis-me aqui»

O valor do instante e a colaboração para o bem do mundo. O Padre Sergio Massalongo, prior do mosteiro da Cascinazza, confronta-se com as palavras de Carrón ao movimento: «O nosso Sim a Cristo é já o contributo para a salvação de todos os homens hoje»

«Prodesse omnibus cupientes», desejosos de beneficiar todos. Assim escrevia há 900 anos Santo Estevão Harding aos monges na Carta Charitatis (texto legislativo da ordem cisterciense) para indicar aquela necessidade tão humana de contribuir para o bem de ...

João Paulo II no dia da eleição
Atualidade

«Karol, amas-Me?»

A 18 de maio, há cem anos, nascia São João Paulo II. Um homem e um pastor que mudou a história do mundo e da Igreja, da epopeia do Solidarnosc aos dias da doença. Tendo sempre no seu coração a resposta àquela pergunta...

«Karol, amas-Me?». Três palavras para dizer tudo sobre um pontificado e a vida de um homem. Quem as pronunciou no funeral de João Paulo II, parafraseando a pergunta de Jesus a Pedro, foi Joseph Ratzinger, o cardeal de ferro, o teólogo refinado ou, mais si...

Cartas

O Vírus e os Pastorinhos

O vírus e os pastorinhos, o betão e as pedras vivas, a internet e a comunhão, a igreja vazia e o coração cheio.

Sexta-feira, dia 1 de maio, na Igreja dos Pastorinhos em Alverca foi celebrada a missa de ação de graças pelos quinze anos da sua dedicação. Nesse dia, tinha sido muito diferente... Os pastorinhos vieram de helicóptero acompanhados por, nada mais, nada me...

Atualidade

“Deus quer para nós o momento presente”

O que o Despertar do humano tem suscitado entre nós...

Esta frase de Dorothy Day acompanhou a celebração dos nossos 25 anos de casados em 2017. Veio-me novamente à memória ao acabar de ler o texto de Carron “O Despertar do Humano”, porque o fim do texto é um eterno início: a liberdade do homem é sempre nova e...

Cartas

Um “covid” a despertar…

Nestes dias de confinamento tive oportunidade de ler atentamente o livro de Julian Carron “O despertar humano”...

Volvidos que estão 45 dias de quarentena e de isolamento social, eis que estamos a agora a regressar lentamente ao “novo normal” nas nossas vidas e durante os dias de confinamento tive oportunidade de ler atentamente o livro de J. Carron “O despertar huma...

Cartas

Educar em tempo de pandemia

O que está a aprender quem ensina? Pedimos a alguns amigos que nos contassem a sua experiência para a revista Passos de maio. Não podendo constar na sua totalidade na Revista, quisemos disponibilizá-las para partilhar toda a riqueza do testemunho

Sou professora numa Unidade Especializada de Multideficiência, o que significa que trabalho com crianças com grandes limitações físicas e psíquicas. Quando comecei a trabalhar nesta Unidade, há dois anos, senti uma responsabilidade maior do que em qualque...

Atualidade

Passos online - maio 2020

O que estamos a aprender

É uma ocasião, grande. É “o tempo do nosso juízo”. Nestas páginas encontrarão reflexões, factos e testemunhos, que ajudam a dar passos, a retirar o melhor da circunstância única que estamos a viver, a darmo-nos mais conta de quem somos e de que é que a n...

Padre Pigi Bernareggi
Atualidade

O paradoxo do coronavírus

Missionário há 50 anos em Belo Horizonte, Padre Pigi Bernareggi conta o seu olhar sobre a vida durante a pandemia. Entre angústia existencial pelas vítimas e a surpresa por como a humanidade pode florescer de novo dentro das dificuldades.

Perguntam-me como estou a viver este período do Coronavírus. Com angústia existencial por saber que onde não houver acesso ao recurso técnico – sobretudo o ventilador – as pessoas morrem afogadas na água gerada pelo próprio organismo nos pulmões. Angústia...

Robert Campin (1375-1444) (?), Anunciação, 1420-1425, óleo sobre tábua, 76x70 cm Museo del Prado, Madrid (Espanha)
Atualidade

A nossa história e a história

Um olhar disponível e atento ao detalhe desta tábua que representa a A Anunciação, que nos permite perceber de que forma este momento da ação se enquadra noutro mais amplo, correspondente à nossa História.

Recomendamos a que, antes de ler o texto observes atentamente esta tábua, ao detalhe. Regista o que observas e, depois, faz zoom sobre esta imagem no seguinte link e lê a nossa reflexão. Esta tábua foi adquirida por Filipe I ao artista Jacome Trezzo (c...