Décimo aniversário da morte de Dom Giussani Missas de sufrágio na Itália e no mundo - Notas de imprensa

Décimo aniversário da morte de Dom Giussani
Missas de sufrágio na Itália e no mundo

Sala de Imprensa do CL Comunicado de imprensa

11/02/2015

O 10° aniversário da morte do Servo de Deus Dom Luigi Giussani (22 de fevereiro de 2005) e o 60° de Comunhão e Libertação são recordados com Missas presididas por cardeais e bispos na Itália e no mundo, segundo esta intenção: «No X aniversário do nascimento para o Céu de Dom Giussani e na iminência do encontro com o Santo Padre em Roma [7 de março], peçamos ao Senhor a graça de viver plenamente o convite do Papa Francisco para “preservar o frescor do carisma... renovando sempre ‘o primeiro amor’...sempre em caminho, sempre em movimento, sempre abertos às surpresas de Deus”».

O elenco das celebrações, em contínua atualização, está no site www.clonline.org.
Entre as muitas, sinalizamos as seguintes: Milão, card. Angelo Scola, 23 de fevereiro, 21h; Roma, card. Agostino Vallini, 23 de fevereiro, 19h; Buenos Aires, card. Mario Poli, 26 de fevereiro; Nairóbi, card. John Njue, 22 de fevereiro; Nova York, card. Timothy Dolan, 22 de fevereiro; Pretoria, S.E. Dom William Slattery ofm, 21 de fevereiro; Rio de Janeiro, card. Dom Orani João Tempesta, 20 de fevereiro; Viena, card. Christoph Schönborn, 19 de fevereiro; Firenze, card. Giuseppe Betori, 17 de fevereiro; Moscou, S.E. Dom Paolo Pezzi, 17 de fevereiro; Gênova, card. Angelo Bagnasco, 12 de fevereiro; Madri, S.E. Dom Carlos Osoro, 12 de fevereiro; São Paulo, card. Odilo Scherer, 5 de fevereiro.

Tendo em vista a audiência concedida pelo Papa Francisco a todo o Movimento para fazer memória de Dom Giussani e do nascimento de CL, padre Julián Carrón (presidente da Fraternidade de CL) escreveu uma carta na qual ressalta:
«Todos nós fomos educados a reconhecer, na figura de Pedro, o fundamento da nossa fé. “O rosto daquele homem [Jesus] é, hoje, o conjunto dos fiéis, Corpo misterioso, chamado também ‘povo de Deus’, guiado, como garantia, por uma pessoa viva, o Bispo de Roma” (Dom Giussani). Estamos contentes de poder expressar ao sucessor do Apóstolo toda a nossa devoção e a nossa gratidão por como sustenta a nossa fé, a cada dia, com o seu testemunho contínuo e através do seu magistério, tão pertinente aos desafios do presente. (…) Quanto mais reflito acerca disso, tanto mais o meu pensamento se dirige a Dom Giussani – que nos educou a olhar para o Papa atentos a esta relevância única na nossa vida. Com o passar dos anos, cresce a gratidão que sentimos pelo dom da sua pessoa, do seu testemunho e da sua dedicação total no acompanhamento de cada um de nós, para que possamos nos tornar cada vez mais maduros na fé. É assim que nos arrastou a Cristo, tornando-O ainda mais fascinante, até ao ponto de fazê-Lo se tornar a Presença mais cara na nossa vida. (…) Não é possível passar este décimo aniversário de sua morte sem transbordarmos de gratidão por ele, por nos ter introduzido a uma plenitude do viver que, sem ele, não teríamos nem mesmo sonhado! Que o seguimento do carisma que nos fascinou possa se tornar, em nós, sempre mais fiel, através do nosso seguimento ao Papa e aos Bispos unidos a ele (…) para podermos continuar a viver sempre mais o carisma que nos agarrou, para que possa se realizar o objetivo pelo qual o Espírito o suscitou em Dom Giussani: tornar presente em cada periferia (…) o fascínio de Cristo, a Sua atração única, através da materialidade da nossa existência.»

Milão, 9 de fevereiro de 2015.

© Fraternità di Comunione e Liberazione. CF 97038000580 / Webmaster / Note legali / Credits